Volta NY 2015

Geographic Misionformation System - Rodrigo Torres

Geographic Misionformation System - Rodrigo Torres

Impressão colorida, papel algodão, lápis, 40 x 53 x 7 cm, 2015

Geographic Misionformation System - Rodrigo Torres

Geographic Misionformation System - Rodrigo Torres

Impressão colorida, papel algodão, lápis, 45 x 65 x 7,5 cm, 2015

Geographic Misionformation System - Rodrigo Torres

Geographic Misionformation System - Rodrigo Torres

Impressão colorida, papel algodão, lápis, 34,5 x 44 x 4,5 cm, 2015

Geographic Misionformation System - Rodrigo Torres

Geographic Misionformation System - Rodrigo Torres

Impressão colorida, papel algodão, lápis, 40 x 60 x 4 cm, 2015

Geographic Misionformation System - Rodrigo Torres

Geographic Misionformation System - Rodrigo Torres

Impressão colorida, papel algodão, lápis, 43 x 63 x 4 cm, 2015

Sobre a feira

Volta NY 2015

 

  05/03/2015 até 08/03/2015

Artistas: Rodrigo Torres.

GEOGRAPHIC MISINFORMATION SYSTEM

Através desse  projeto, o artista Rodrigo Torres tem como objetivo criar um grande mapa 3D, por meio de colagem de fotografias utilizando imagens provenientes de satélite, assim como fotografias do solo feitas pelo próprio artista a curta distância. O título faz referência ao SIG (Sistema de Informação Geográfica) . Entretanto, essas imagens coletadas ao redor do globo, serão combinadas  para formar um novo relevo, ou seja, teremos um mapa que não indica localização, mas cria um lugar.

 

“No momento em que as bússolas contemporâneas se tornaram o GPS e o Google Maps, que nos localizam no espaço por meio de imagens achatadas, bidimensionais, sem revelar volumes, Rodrigo Torres usa imagens dos satélites para restaurar a topografia dos acidentes geográficos da paisagem. O recurso de reativar a tridimensionalidade da paisagem se dá, paradoxalmente, pelo uso da imagem bidimensional,  a fotografia. Torres se apropria de imagens em baixa resolução, retiradas do Google Maps. Interligadas, formam um grande arquivo sobre o qual o artista "esculpe" o volume usando colagens. A tecnologia hightech dos satélites ganha vida no gesto lowtech de cortar e colar, quando esse termo implicava no uso de tesoura e cola não virtuais. Por meio desse expediente  o artista confere à fotografia uma volumetria sedutora que finda por ter o caráter de uma escultura. No espaço expositivo, *"Fotopografia" escancara a forma como a tela do computador inibe nossa percepção visual da paisagem.”  ( texto escrito por Eder Chiodetto para a exposição “Geração 00 – A nova fotografia brasileira”)

 

Instalação modular composta por dezenas de partes que ao serem agrupadas formam o relevo final. As colagens terão dimensões variadas e cada uma delas estará apoiada sobre uma base diferente. As bases serão feitas em madeira. As colagens serão feitas com impressões em papel fotográfico adesivado. A dimensão da instalação vai depender do espaço disponibilizado para a ocupação.

 

 

Mais infos: http://www.voltashow.com/VOLTA-NY.voltany.0.html