Art Basel Miami Beach 2015

A última aventura, Fordlândia III

A última aventura, Fordlândia III

Fotografia digital impressa em papel algodão, ed. 1/5, 110 x 165 cm, 2011

A última aventura, Fordlândia

A última aventura, Fordlândia

Fotografia digital impressa em papel algodão, ed. 2/5, 110 x 165 cm, 2011

A última aventura, Rurópolis II

A última aventura, Rurópolis II

Fotografia digital impressa em papel algodão, ed. 1/5, 110 x 165 cm, 2011

A última aventura, Rurópolis

A última aventura, Rurópolis

Fotografia digital impressa em papel algodão, ed. 1/5, 110 x 165 cm, 2011

Beelitz

Beelitz

Fotografia digital impressa em papel algodão, ed. 3/5, 110 x 175 cm, 2013

Olympia: bobsled

Olympia: bobsled

Fotografia digital impressa em papel algodão, ed. 2/5, 100 x 150 cm, 2013

Manual do Mundo

Manual do Mundo

Fotografia digital impressa em papel algodão, ed. 1/5, 100 x 150 cm, 2014

The Hunter III

The Hunter III

Fotografia digital impressa em papel algodão, ed. 1/5, 65 x 80 cm, 2013

The Hunter II

The Hunter II

Fotografia digital impressa em papel algodão, ed. 1/5, 65 x 80 cm, 2013

The Hunter I

The Hunter I

Fotografia digital impressa em papel algodão, ed. 1/5, 65 x 80 cm, 2013

Le carnaval des animaux

Le carnaval des animaux

Instalação, 24 aquários e 48 peixes beta, 250 x 375 cm, 2015

Sobre a feira

Art Basel Miami Beach 2015

 

  03/12/2015 até 06/12/2015

Artistas: Romy Pocztaruk.

setor Positions | stand P4

abertura quinta, 03 de dezembro de 2015, das 15h as 20h

de 04 a 06 de dezembro
sexta a sábado, das 12h às 20h
domingo, das 12h às 18h

Miami Beach Convention Center
1901 Convention Center Drive
Miami Beach, FL 33139

A SIM Galeria apresenta a Instalação Le Carnaval des Animaux, um solo project da artista Romy Pocztaruk.

Na instalação Le carnaval des animaux, Pocztaruk  se apropria de dois balões de vidro, comumente utilizados em laboratórios químicos, que são reutilizados como aquários e interligados, cada um contendo um exemplar de peixe domestico macho e fêmea do tipo Beta, espécie conhecida pela agressividade, o que lhe confere o apelido de “peixe de briga”.

Durante o acasalamento dos Betas, em muitos casos,  a fêmea não sobrevive e, por isso, para o sucesso da reprodução os peixes precisam ser colocados em aquários próximos para serem introduzidos aos seus pares. Nessa aproximação, proposta pela artista cria-se uma tensão pré-nupcial e no balé intermitente dos peixes um desenho no espaço se constrói. Na efemeridade do tempo, o desenho mediado por um animal e um objeto deslocado do seu lugar original, inscritos no campo da arte, criam uma proposição artística.

Lygia Clark nos traz a idéia do artista como um propositor. Somos o molde, diz a artista; a vocês cabe o sopro, no interior desse molde. Somos os propositores: nossa proposição é o diálogo. Somos propositores: enterramos a “obra de arte” como tal e solicitamos a vocês que o pensamento viva pela ação. Somos os propositores: não lhes propomos nem o passado nem o futuro, mas o agora.

Se hoje, o lugar da arte e´ potencialmente todos os lugares, deslocar significa remover de um lugar para o mesmo lugar. Pocztaruk ao propor a Le carnaval des animaux, uma instalação formada por 18 aquarios e 36 peixes Betas que desenham no campo expandido da arte,  desvia o olhar para aquilo que pode se tornar significativo pelas condicionais definidas por um grupo e um contexto específicos, colocando em questão o fazer artístico, sua autoria e legitimação. 

Descrição:

O trabalho constrói-se a partir de dois balões de vidro unidos pelo gargalo, utilizados em laboratórios científicos, que são reutilizados como aquários. Serão utilizados 18 aquários e 36 peixes, em cada aquário serão colocados uma espécie macho e outra fêmea. Os aquários serão distribuídos lado a lado ao longo de uma das paredes do stand (ver planta). Em 4 fones de ouvido os espectadores poderão escutar diferentes remixes da peça Le carnaval des animaux, do compositor Camille Saint-Saëns

 

Mais infos: https://www.artbasel.com/miami-beach